3º GP Fast Lap foi marcado por disputas e surpresas até a última volta

podio3g.jpg

A terceira edição do GP Fast Lap, prova de longa duração, foi marcada pela determinação de pilotos e muitas surpresas, além de belas disputas na pista. O cansaço que é um desafio à parte, a estratégia, regularidade e rapidez foram os maiores desafios dos pilotos. Ao final, Oracildo Olmedo sagrou-se bicampeão da prova individual.


Para saber quanto demora uma hora, é só perguntar aos pilotos que participaram da prova. Alguns tinham a sensação de que os 60 minutos de corrida não acabariam nunca, como foi o caso do piloto Marco Mega, que chegou a brigar pelas primeiras posições, mas vencido pelo cansaço diminuiu o ritmo e ficou para trás. Outro piloto iniciante, Bruno Margarida, sentiu a dificuldade logo na metade da prova e abandonou a corrida, mas destacou a emoção de participar de provas assim: "É emocionante, a pista e traçado são bem desafiadores, mas o treino é importante para garantir preparo físico e aguentar até o final! Vou me preparar para vir forte nas próximas etapas", disse ele ao final do GP.


E a corrida teve sete pilotos no grid, Oracildo Olmedo, Jakteria, Marco Mega, Anderson Rocha, Bruno Margarida, Vinicius Eduardo e Michel Pim. Oracildo Olmedo conseguiu largar na pole e se manteria até o final, entretanto, nas últimas voltas foi alcançado e quase foi ameaçado por Jakteria, mas conseguiu se manter à frente.


Logo na largada, Marco Mega, Anderson Rocha e Jakteria ganharam os olhos da torcida. Largando em segundo, mas do lado de fora, Marco Mega foi atacado por Anderson Rocha, que largava logo atras, e perdeu a segunda colocação. Nas primeiras voltas Jakteria veio colado neles, mas uma escapada no piso superior deixou ele um pouco distante, mesmo assim era uma ameaça. Com a disputa no pelotão do meio Oracildo abria boa vantagem. Michel Pim e Vinicius Eduardo também disputavam posições volta à volta, mostrando bastante competitividade.


Com uma parada obrigatória pelo regulamento, o primeiro a fazer a troca do kart foi Jakteria, que não conseguia alcançar o pelotão da frente, fez uma excelente parada e voltou com ótimo ritmo de corrida. Antes da primeira parada obrigatória, três pilotos já davam sinais de cansaço: Bruno Margarida, Marco Mega e Anderson Rocha, que já deixava o pescoço cair de lado. E foi o cansaço que obrigou Bruno ao abandono da prova, passado pouco mais da metade da corrida.

Mega perdia ritmo e Anderson Rocha, o Andershow, conseguia ainda manter sua regularidade, 
e as disputas eram intensas. Tentando evitar ser ultrapassado, Michel Pim acabou sendo penalizado pela direção de prova, mas a punição não alteraria o resultado no final da corrida.


Depois de todas as paradas realizadas, Vinicius Eduardo arregaçou as mangas do macacão e indicava cansaço, mas perdia pouco ritmo, mantendo a regularidade. E foi justamente a estratégia de corrida que reposicionou os pilotos, deixando Jakteria na segunda colocação, a apenas uma volta do líder Oracildo, porem na pista eles estavam um atras do outro, e o segundo era mais rápido. Muito regular, Andershow não era ameaçado na terceira posição, enquanto Vinicius Eduardo e Michel Pim vinham nas posições seguintes. 


Na parada alguns pilotos aproveitaram para descansar, e Mega extrapolou o tempo perdendo muitas voltas e ficou de fora do pódio, mesmo sendo por muitas vezes o segundo mais rápido da pista.


E como em prova de longa duração tudo é possível, faltando menos de três minutos para o final, um pneu furado obrigou o líder (Oracildo) da prova a fazer a troca de kart, com isso o segundo colocado (Jakteria) entrou na mesma volta. Ao sair dos boxes, com pneus e kart ainda frios, Oracildo viu Jakteria se aproximar e tentar brigar pela liderança, mas se adaptou rápido ao kart e logo reagiu, evitando a ultrapassagem.


Ao final dos 60 minutos de prova mais uma volta, o resultado ficou assim:

  1. Oracildo Olmedo
  2. Jakteria
  3. Andershow
  4. Vinicius Eduardo
  5. Michel Pim

Com este resultado, Oracildo Olmedo é o atual bicampeão do GP Fast Lap.