Troféu Fast Lap tem seu primeiro Campeão de 2019

A última sexta-feira foi marcada pela primeira final do Troféu Fast Lap de 2019, válida pelo mês de janeiro. Foram doze pilotos na final que teve disputa de dois em dois, com inversão dos karts e potência liberada. Luizinho Brambila venceu e é o primeiro classificado para Superfinal de 2019.

Todos os meses é realizado o Troféu Fast Lap para definir o melhor de cada mês do ano. Realizado sempre no mês seguinte, os 10 mais rápidos além do melhor tempo do simulador e a melhor piloto feminina disputam o título do Troféu. É uma disputa promovida pela direção do Fast Lap Kart Indoor que já se tornou um dos títulos mais desejados por pilotos do Indoor de Curitiba e Região. Nesta primeira disputa teve campeão, estreante, maior vencedor das etapas e ex campeão ficando pelo caminho. Mais uma vez foi utilizado um traçado inédito com a inversão do sentido na bateria decisiva. Confira como foi.

Primeira rodada:

Corrida 01

O Campeão de 2018 e melhor ranqueado de janeiro, Luciano Borges enfrentou o estreante de finais Bruno Boguszewski. Ainda se adaptando ao equipamento e a nova configuração do kart (potência liberada), o Bruno foi cauteloso e quase não cometeu erros, enquanto o Campeão, mais familiarizado com as finais, fazia voltas rápidas desde o começo. Ao final, Bruno foi eliminado e Luciano seguiu na disputa.

Corrida 02

Desta vez o mais rápido do simulador enfrentou a piloto mais rápido no feminino. Depois das duas inversões dos karts o sempre constante Anderson Rocha, o Andershow, foi mais rápido e eliminou Elvira Cilka, que é presença frenquente nas finais por sempre se classificar entre as mulheres.

Corrida 03

Marco Mega e Gilmar Coleta fizeram uma bela disputa. Marco Mega é um dos pilotos mais rápidos da pista e Gilmar Coleta, sempre aparece nas finais e é presença constante no pódio. A diferença foi pequena e Mega conquistou a vaga para a fase seguinte.

Corrida 04

Esta disputa foi a que teve menor diferença de tempo entre os pilotos. Jakteria, que é o maior vencedor de todas as etapas do Troféu Fast Lap enfrentou Luizinho Brambila, que também mantém um ritmo muito forte nas disputas. Brambila seguiu adiante.

Corrida 05

Experiência e juventude na pista. Logo na primeira curva João Machado enroscou na parte nova do traçado e perdeu muito tempo, dando fôlego para Guto Carraro administrar a vantagem. Mesmo sendo muito rápido, inclusive em todas as demais voltas, o enrosco custou caro para Machado, que foi eliminado. Guto seguiu para a fase seguinte.

Corrida 06

A primeira curva no circuito modificado era um desafio a mais para os pilotos. Oracildo Olmedo (Tido), Campeão de 2017, sentiu essa dificuldade e também perdeu muito tempo no “S” criado especialmente para a final. Diego Aristides, o Panda, outro piloto muito rápido, abriu boa vantagem e se garantiu na fase seguinte.

2ª Rodada

Nova fase para os pilotos e desta vez com a possibilidade de um piloto seguir adiante mesmo eliminado. Na repescagem, o mais rápido entre os eliminados segue para a semi-final.

Corrida 07

Luciano Borges enfrentou Anderson Rocha, o Andershow na segunda rodada. Anderson Rocha espalhou demais em algumas curvas e perdeu tempo. Luciano manteve um bom ritmo virando tempos muito baixos e se garantiu na semi-final.

Corrida 08

Esta disputa foi a que teve os menores tempos de stint entre os dois pilotos na pista. Marco Mega enfrentou Luizinho Brambila e os dois baixavam os tempos a cada volta. Em cada passagem pela cronometragem vinha recorde da pista naquele traçado, mas logo era batido pelo adversário. Com o melhor stint Luiz Brambila seguiu na disputa, mas a melhor volta entre os eliminados garantiu Marco Mega na Semifinal.

Corrida 09

Guto Carraro e Diego Aristides fizeram esta disputa, que indicava a sorte favorecendo um dos pilotos. Aparentemente o Panda contava com a sorte, mas tudo mudou de rumo. No primeiro Stint Panda foi melhor e abriu boa vantagem, entretanto um erro na primeira volta do segundo stint mudou toda a história. Ao completar a volta o kart escapou demais e quase rodou fazendo ele perder muito tempo. Em busca do resultado forçou e acabou comprometendo as outras voltas. Guto passou para a semifinal com uma pequena vantagem.

Semifinal

Corrida 10

Rolou até provocação entre Luciano Borges (Pinguim) e Luizinho Brambila antes da corrida, mas somente um seguiria adiante. Instigado pela provocação, Luizinho Brambila chegou forte para a semifinal e não deu chances. Mesmo Luciano sendo rápido, Brambila virou a melhor volta da competição e carimbou a faixa do Campeão, sendo o primeiro finalista classificado.

Corrida 11

Voltando da repescagem e com sede de vitória, Marco Mega enfrentou Guto Carraro na semifinal. Sem errar, Mega impôs um ótimo ritmo e não foi batido por Guto Carraro. Mega e Brambila estavam na primeira Final de 2019.

Final

Surpresas já fazem parte das Finais no Fast Lap Kart Indoor. O resultado sairia rápido por ser apenas uma volta para cada piloto, entretanto o sentido mudou e foi utilizado o inverso do que estava sendo praticado. Em condição de igualdade, largaram Marco Mega e Luizinho Brambila em busca do primeiro título do Troféu Fast Lap.

Com a inversão do traçado, na primeira volta Marco Mega quase errou o lado da curva, o que lhe custou mais de 1segundo em seu tempo de volta. Luiz Brambila foi impecável e virou o tempo de 30.280s contra 31.390s de Mega.

Ficou difícil, mas Marco Mega tentou e foi o mais rápido na segunda volta, entretanto não o suficiente para tirar a diferença.

Com o tempo de 30.620 de Brambila contra 30.540 de Mega, Luiz Brambila garantiu o primeiro título do Troféu Fast Lap de 2019 e garantiu vaga na Superfinal de 2019.

Ainda serão mais 11 vencedores este ano, então fica a dica: #VemProFast e marque seu tempo para garantir vaga entre os 10 mais rápidos do mês que você pode participar do Troféu Fast Lap.