2° Desafio Fitness Racing teve 16 pilotos de 11 categorias diferentes

2° Desafio Fitness Racing teve 16 pilotos de 11 categorias diferentes

Com 16 pilotos de 11 categorias diferentes, a segunda edição do Desafio Fitness Racing marcou o início da temporada de 2019 no automobilismo. Com o objetivo de testar os limites físicos, a concentração e adaptação dos pilotos, a prova promovida pela Fitness Racing (academia especializada em treinamento para pilotos de automobilismo) foi realizada em uma pista de kart de dois andares e teve a vitória de Gabriel Dias, que representava a F-3 Inglesa. Destaque para pilotos do Automobilismo Virtual que surpreenderam durante a etapa.

Em fim de semana de superação Luiz Brambila consegue grande evolução e conquista 2° e 3° lugar na Velocidade no Asfalto

Em fim de semana de superação Luiz Brambila consegue grande evolução e conquista 2° e 3° lugar na Velocidade no Asfalto

Foi um fim de semana de superação do piloto e equipe no AIC (Autódromo Internacional de Curitiba). Depois de duas quebras de motores, que praticamente eliminaram as chances de boa classificação na tomada de tempo no sábado, Luiz Brambila evoluiu muito durante as duas baterias de domingo e conseguiu terminar as provas em segundo e terceiro lugar.

3º GP Fast Lap foi marcado por disputas e surpresas até a última volta

podio3g.jpg

A terceira edição do GP Fast Lap, prova de longa duração, foi marcada pela determinação de pilotos e muitas surpresas, além de belas disputas na pista. O cansaço que é um desafio à parte, a estratégia, regularidade e rapidez foram os maiores desafios dos pilotos. Ao final, Oracildo Olmedo sagrou-se bicampeão da prova individual.


Para saber quanto demora uma hora, é só perguntar aos pilotos que participaram da prova. Alguns tinham a sensação de que os 60 minutos de corrida não acabariam nunca, como foi o caso do piloto Marco Mega, que chegou a brigar pelas primeiras posições, mas vencido pelo cansaço diminuiu o ritmo e ficou para trás. Outro piloto iniciante, Bruno Margarida, sentiu a dificuldade logo na metade da prova e abandonou a corrida, mas destacou a emoção de participar de provas assim: "É emocionante, a pista e traçado são bem desafiadores, mas o treino é importante para garantir preparo físico e aguentar até o final! Vou me preparar para vir forte nas próximas etapas", disse ele ao final do GP.


E a corrida teve sete pilotos no grid, Oracildo Olmedo, Jakteria, Marco Mega, Anderson Rocha, Bruno Margarida, Vinicius Eduardo e Michel Pim. Oracildo Olmedo conseguiu largar na pole e se manteria até o final, entretanto, nas últimas voltas foi alcançado e quase foi ameaçado por Jakteria, mas conseguiu se manter à frente.


Logo na largada, Marco Mega, Anderson Rocha e Jakteria ganharam os olhos da torcida. Largando em segundo, mas do lado de fora, Marco Mega foi atacado por Anderson Rocha, que largava logo atras, e perdeu a segunda colocação. Nas primeiras voltas Jakteria veio colado neles, mas uma escapada no piso superior deixou ele um pouco distante, mesmo assim era uma ameaça. Com a disputa no pelotão do meio Oracildo abria boa vantagem. Michel Pim e Vinicius Eduardo também disputavam posições volta à volta, mostrando bastante competitividade.


Com uma parada obrigatória pelo regulamento, o primeiro a fazer a troca do kart foi Jakteria, que não conseguia alcançar o pelotão da frente, fez uma excelente parada e voltou com ótimo ritmo de corrida. Antes da primeira parada obrigatória, três pilotos já davam sinais de cansaço: Bruno Margarida, Marco Mega e Anderson Rocha, que já deixava o pescoço cair de lado. E foi o cansaço que obrigou Bruno ao abandono da prova, passado pouco mais da metade da corrida.

Mega perdia ritmo e Anderson Rocha, o Andershow, conseguia ainda manter sua regularidade, 
e as disputas eram intensas. Tentando evitar ser ultrapassado, Michel Pim acabou sendo penalizado pela direção de prova, mas a punição não alteraria o resultado no final da corrida.


Depois de todas as paradas realizadas, Vinicius Eduardo arregaçou as mangas do macacão e indicava cansaço, mas perdia pouco ritmo, mantendo a regularidade. E foi justamente a estratégia de corrida que reposicionou os pilotos, deixando Jakteria na segunda colocação, a apenas uma volta do líder Oracildo, porem na pista eles estavam um atras do outro, e o segundo era mais rápido. Muito regular, Andershow não era ameaçado na terceira posição, enquanto Vinicius Eduardo e Michel Pim vinham nas posições seguintes. 


Na parada alguns pilotos aproveitaram para descansar, e Mega extrapolou o tempo perdendo muitas voltas e ficou de fora do pódio, mesmo sendo por muitas vezes o segundo mais rápido da pista.


E como em prova de longa duração tudo é possível, faltando menos de três minutos para o final, um pneu furado obrigou o líder (Oracildo) da prova a fazer a troca de kart, com isso o segundo colocado (Jakteria) entrou na mesma volta. Ao sair dos boxes, com pneus e kart ainda frios, Oracildo viu Jakteria se aproximar e tentar brigar pela liderança, mas se adaptou rápido ao kart e logo reagiu, evitando a ultrapassagem.


Ao final dos 60 minutos de prova mais uma volta, o resultado ficou assim:

  1. Oracildo Olmedo
  2. Jakteria
  3. Andershow
  4. Vinicius Eduardo
  5. Michel Pim

Com este resultado, Oracildo Olmedo é o atual bicampeão do GP Fast Lap.